As Rimas do meu versejar são veredas por onde vagueia a esmo a poesia, sem rumo, sem norte, cujo azimute é apenas um mote! (Silvino Potêncio)
CapaCapa
TextosTextos
ÁudiosÁudios
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Silvino Potêncio - Emigrante Transmontano em Natal
Escrevemos hoje as nossas alegrias para aliviar as dores de um passado já distante!(SilvinoPotêncio)
Fotos
Álbuns > "POESIAS SOLTAS"
Neste Album-Antologia eu guardo alguns quadros e fotos com poesias da minha autoria que, espero eu, sejam do agrado dos Leitores. É uma Colectânea de Poemas meus em formação permanente com temas diversos em vários estilos poéticos.
amarrei
Amizade é...
Arco Iris Duplo
As canções da Juventude
As Canções da Juventude
Ave solitária
Ave Solitária
Baú de Lembranças - Poesias Soltas
benvindo
cá vai a nau Catrineta
Cada poeta e um mundo
cada poeta é um mundo
Capa do Baú de Lembranças
capela
Charles Aznavour
Copacabana
Da fé
Da Lua que lá do alto
Da lua que lá do alto
dentro do meu coração
Dona Sátira

Página 3 de 8 1 2 3 4 5 6 7 8 [«anterior] [próxima»]