As Rimas do meu versejar são veredas por onde vagueia a esmo a poesia, sem rumo, sem norte, cujo azimute é apenas um mote! (Silvino Potêncio)
CapaCapa
TextosTextos
ÁudiosÁudios
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Silvino Potêncio - Emigrante Transmontano em Natal
Escrevemos hoje as nossas alegrias para aliviar as dores de um passado já distante!(SilvinoPotêncio)
Fotos
Álbuns > "POESIAS SOLTAS"
Neste Album-Antologia eu guardo alguns quadros e fotos com poesias da minha autoria que, espero eu, sejam do agrado dos Leitores. É uma Colectânea de Poemas meus em formação permanente com temas diversos em vários estilos poéticos.
É nasa voltas que o Rio Douro
em fátima
Em Fátima por ti rezei
entusiasmo
entusiasmo
Eu fui
Eu não tenho
Eu sei
Eu sou 1
Eu sou 2
Eu sou 3
Eu sou 4
Eu te dou
Eu te dou o meu
Eu vi Alegria
eu vivo só
Eu vivo só
flor do sertão
Flores Amarelas
fui ver

Página 4 de 8 1 2 3 4 5 6 7 8 [«anterior] [próxima»]