As Rimas do meu versejar são veredas por onde vagueia a esmo a poesia, sem rumo, sem norte, cujo azimute é apenas um mote! (Silvino Potêncio)
CapaCapa
TextosTextos
ÁudiosÁudios
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Silvino Potêncio - Emigrante Transmontano em Natal
Escrevemos hoje as nossas alegrias para aliviar as dores de um passado já distante!(SilvinoPotêncio)
Fotos
Álbuns > Imagens da Coleção Pessoal
Neste Album eu mostro algumas das fotos que uso na eventual formatação dos textos da minha autoria. Deixo também algumas fotos com paisagens de lugares por onde passei durante as minhas andanças na Diáspora "Luz & Tana"... desde a Primavera de 1962.
Talheres outros
Torre e Espada
TRem do Forro
Vinho do Porto I
Vinho do Porto II

Página 4 de 4 1 2 3 4 [«anterior]