As Rimas do meu versejar são veredas por onde vagueia a esmo a poesia, sem rumo, sem norte, cujo azimute é apenas um mote! (Silvino Potêncio)
CapaCapa
TextosTextos
ÁudiosÁudios
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Silvino Potêncio - Emigrante Transmontano em Natal
Escrevemos hoje as nossas alegrias para aliviar as dores de um passado já distante!(SilvinoPotêncio)
Fotos
Álbuns > Pensamentos Emoldurados
Neste Album eu guardo vários dos meus pensamentos já emoldurados muitos dos quais são os pilares do meu conhecimento literário para recordar no futuro. O livro homônimo contém aproximadas 1200 molduras com pensamentos de outros autores lá identificados.
entusiasmo
Escrevemos hoje
ESTA CADEIRA ESTA
ESTA EVOLUÇÃO DO ESTADO
Estranha revolução
Eu daria tudo
EU GOSTO DO TRABALHO
Eu não tenho curso
eu não tenho vergonha de pertencer
Fui atrás
GRANDE OLA VI LA MORENA
Grandes momentos de felicidade
Ha homens
HA PESSOAS QUE SÃO
Ha quem esteja sempre
Ha quem esteja sempre se queixando
Há quem se queixe
Ha tanto Risco em
Ha tanto risco em acreditar
Ha tanto risco em acreditar demais

Página 6 de 10 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 [«anterior] [próxima»]