As Rimas do meu versejar são veredas por onde vagueia a esmo a poesia, sem rumo, sem norte, cujo azimute é apenas um mote! (Silvino Potêncio)
CapaCapa
TextosTextos
ÁudiosÁudios
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Silvino Potêncio - Emigrante Transmontano em Natal
Escrevemos hoje as nossas alegrias para aliviar as dores de um passado já distante!(SilvinoPotêncio)
Textos
Título Categoria Data Leituras
Tenho Saudades de Mim!... Poesias > Saudade 26/11/18 35
Um Poema de "Fique São" Poesias > Recordações 04/11/18 12
Fui Pastor... de mim lá na serra! Poesias > Recordações 30/09/18 56
Um Poema para o Meu Amanhã, Tarde demais!... Poesias > Pensamentos 27/09/18 35
Dos tempos que eu não tinha dono!... Poesias > Recordações 12/08/18 57
Lembranças do Gueto "Aulgarveschwitz"!... Poesias > Reflexão 10/08/18 54
Um Poema P'ra Minha Mãe! Poesias > Saudade 30/07/18 24
O tempo das segadas!... Poesias > Recordações 22/07/18 37
Segredos Mal Ditos... Poesias > Recordações 24/06/18 14
Os Cravos de Abril em Caravelas Poesias > Recordações 17/05/18 28
Requiem para um Presidente Cessante Poesias > Glosa 16/05/18 40
Eu fui conversar com as Rosas... Poesias > Pensamentos 17/12/17 20
Eu contemplei a Madrugada... Poesias > Pensamentos 16/12/17 13
Inimigos!... Quem os não tem?! Poesias > Reflexão 08/11/17 27
Ali na Beira do Cais Poesias > Recordações 25/08/17 24
Não é escritor quem quer... Poesias > Pensamentos 09/08/17 91
As Rimas do meu versejar Poesias 01/08/17 21
Eu sou!... Poesias > Recordações 31/07/17 35
Quadras soltas ao vento! Poesias > Quadra 18/05/17 69
Página 023 - Meus Dias!... Poesias > Saudade 27/02/17 63
Página 1 de 6 1 2 3 4 5 6 [próxima»]