A eternidade de cada texto ou até um livro, é a sequente futura ação do escritor que abriu o cenário com apenas uma letra. Por isso vos digo que a minha vida era um Livro aberto com as folhas soltas ao vento. De súbito, e não mais que de repente, aos 25 anos de idade, veio um tufão chamado Descolonização!... (Silvino Dos Santos Potêncio)
CapaCapa
TextosTextos
ÁudiosÁudios
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
Livro de VisitasLivro de Visitas
LinksLinks
Silvino Potêncio - Emigrante Transmontano em Natal
Escrevemos hoje as nossas alegrias para aliviar as dores de um passado já distante!(SilvinoPotêncio)
Textos
Título Categoria Data Leituras
Os Figos!... Sonetos 12/07/19 151
Um Soneto à Liberdade... Sonetos 24/04/18 49
O VALE DO RIO TUA Sonetos 22/05/15 445
Eu quis escrever um Poema!... Sonetos 03/12/14 101
Um Poema Soneto À Vida... Sonetos 09/08/14 178
Sonetos Bocagianos (I) Sonetos 15/01/14 35
UM SONETO AO VALE DO RIO TUA Sonetos 29/08/13 420
Esperança Perdida... Sonetos 11/02/13 94
Por aqueles que do amor foram escravos! Sonetos 20/12/12 163
UM SONETO A SANTO ANTÓNIO Sonetos 15/06/12 71
Oh Meu Encanto!... Sonetos 29/05/12 140
Fui Ver o Mar latejar... Sonetos 26/01/12 62
E de novo contemplei a Madrugada Sonetos 02/01/12 47
Talvez Uma Ideia DEVASSA!?,,, Sonetos 30/08/11 52
Por ELA fui ao céu!... Sonetos 01/07/11 93
Não Sei quem tu és!? Sonetos 05/06/11 177
Eu vi um raiar do Astro Rei... Sonetos 11/02/11 36
A Noite é breve... Sonetos 29/01/11 42
Eu Quero!... Sonetos 08/11/10 52
Meu Espírito... "entre parentisis" Sonetos 27/10/10 35
Página 1 de 2 1 2 [próxima»]