As Rimas do meu versejar são veredas por onde vagueia a esmo a poesia, sem rumo, sem norte, cujo azimute é apenas um mote! (Silvino Potêncio)
CapaCapa
TextosTextos
ÁudiosÁudios
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Silvino Potêncio - Emigrante Transmontano em Natal
Escrevemos hoje as nossas alegrias para aliviar as dores de um passado já distante!(SilvinoPotêncio)
Textos
Título Categoria Data Leituras
A BEIRA DO CAMBONGO... Poesias > Saudade 23/12/12 246
A DOR DE UM "RETORNADO"!... Poesias > Recordações 07/10/10 606
A DOR DE UM RETORNADO Poesias > Saudade 20/01/13 300
A Esperança!... Poesias > Esperança 01/07/15 37
A Glória de um Traidor!... Poesias > Patrióticas 05/10/16 208
A la Mie Mai que Dius ten... Poesias > Família 05/03/14 194
A Língua de todos nós!... (uma versão em Mirandês) Poesias > Tradicionalista 13/06/14 112
A MINHA MÃE QUE DEUS TEM (VERSÃO EM MIRANDÊS) ... Poesias > Amor 26/06/12 207
A Minha Saudade Poesias > Saudade 12/04/12 150
A Nau Catrineta... Poesias > Pensamentos 28/08/10 110
A Noite... Poesias > Social 06/02/15 64
Alegorias ao Carnaval Luso Brasileiro Poesias > Dedicatórias 14/02/12 54
ALI NA BEIRA DA PRAIA Poesias > Natureza 20/09/12 77
Ali na Beira da Praia... Poesias > Natureza 15/08/14 144
Ali na Beira do Cais Poesias > Recordações 25/08/17 25
Apenas Amor, do meu Ser!... Poesias > Amor 13/02/11 56
As cores do nosso Sentir?... Poesias > Surrealistas 14/05/12 159
As Curriças de Caravelas (versão em Mirandês) Poesias > Recordações 08/06/12 294
As ideias confusas me assolam Poesias > Pensamentos 21/09/14 103
As Maias de Tras Os Montes Poesias > Social 01/11/13 112
Página 1 de 6 1 2 3 4 5 6 [próxima»]