A honestidade do homem público se reflete mais nos actos e muito menos nos factos que, tantas vezes são adulterados pela mão dos que dela se aproveitam.(Silvino Potêncio)
CapaCapa
TextosTextos
ÁudiosÁudios
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Silvino Potêncio - Emigrante Transmontano em Natal
Escrevemos hoje as nossas alegrias para aliviar as dores de um passado já distante!(SilvinoPotêncio)
Textos
Título Categoria Data Leituras
Finalmente temos PAZ!?... Poesias > Pensamentos 24/09/14 98
As ideias confusas me assolam Poesias > Pensamentos 21/09/14 100
Ali na Beira da Praia... Poesias > Natureza 15/08/14 144
A Língua de todos nós!... (uma versão em Mirandês) Poesias > Tradicionalista 13/06/14 109
EU JÁ ADIVINHO!... Poesias > Recordações 28/04/14 77
Cantigas de Mal-Dizer (1) Poesias > Social 19/04/14 76
Página 047 - ASAS BRANCAS!... Poesias > Desilusão 08/03/14 351
A la Mie Mai que Dius ten... Poesias > Família 05/03/14 191
Mãos!... Poesias > Pensamentos 07/02/14 118
Lembranças do Rio Tua Poesias > Saudade 27/01/14 109
QUADRAS NATALINAS Poesias > Quadra 23/12/13 35
As Maias de Tras Os Montes Poesias > Social 01/11/13 112
NAS VOLTAS QUE O RIO TUA DÁ Poesias > Natureza 26/10/13 189
Depois do medo perdido... Poesias > Pensamentos 23/10/13 138
Uma Ode ao Deserto do Kai A Lama (em pleno Além Tejo) Poesias > Glosa 24/09/13 70
Eu sou... Poesias > Pensamentos 28/08/13 157
Deixarei que a Vida me alcance... Poesias > Pensamentos 15/08/13 97
Daqui das margens do Tua ... Poesias > Quadra 01/08/13 203
Contemplei a madrugada!... Poesias > Pensamentos 24/07/13 183
IDEIAS CONFUSAS... Poesias > Pensamentos 10/06/13 71
Página 3 de 6 1 2 3 4 5 6 [«anterior] [próxima»]