A eternidade de cada texto ou até um livro, é a sequente futura ação do escritor que abriu o cenário com apenas uma letra. (Silvino Potêncio)
CapaCapa
TextosTextos
ÁudiosÁudios
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Silvino Potêncio - Emigrante Transmontano em Natal
Escrevemos hoje as nossas alegrias para aliviar as dores de um passado já distante!(SilvinoPotêncio)
Textos
Título Categoria Data Leituras
Toda a dor de um Emigrante... Poesias > Saudade 03/04/16 616
SALVEMOS O VALE DO RIO TUA Artigos > Ecologia 01/04/16 39
As Curriças e os Bardos... Pensamentos 19/03/16 47
Eu Cá sou assim!... Humor 09/03/16 28
Ao falar a gente se (des) entende!... Redações 01/03/16 39
Um Governo antropófago... Crônicas 20/02/16 32
Vendo-a sorrir (A Minha filha) Poesias > Amor 18/02/16 29
Ser Escritor... Teoria Literária 06/02/16 89
A HomoFobia Lusitana!... Prosa Poética 04/02/16 39
O Carnaval da Minha Terra Poesias > Recordações 22/01/16 45
Homenagem póstuma ao Poeta Zé Lucas de Barros Homenagens 27/12/15 26
Bandidos, Banqueiros e Banif ESTANTES Artigos > Economia e Finanças 19/12/15 85
Quadras ao Vale do Rio Tua Poesias > Natureza 08/12/15 40
Página 016 - Poema de Abertura... Quem eu sou Poesias > Dedicatórias 27/11/15 61
As Pedras do Meu Caminho Biografias 25/11/15 56
No Carnaval, Ninguém leva a mal Humor 23/11/15 14
O Livro Vermelho dos Cábulas... Tutoriais > Edição de Textos 04/10/15 77
A Esperança!... Poesias > Esperança 01/07/15 37
Os Flechas Angolanos... Artigos > Política 20/06/15 907
DISPONIBILIDADE - O meu Poema do Fim!... Acrósticos 19/06/15 90
Página 5 de 21 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 » [«anterior] [próxima»]