A eternidade de cada texto ou até um livro, é a sequente futura ação do escritor que abriu o cenário com apenas uma letra. (Silvino Potêncio)
Silvino Potêncio - Emigrante Transmontano em Natal
Escrevemos hoje as nossas alegrias para aliviar as dores de um passado já distante!(SilvinoPotêncio)
CapaCapa
TextosTextos
ÁudiosÁudios
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Textos
Título Categoria Data Leituras
NUNCA SE DIGA ADEUS PARA SEMPRE... Crônicas 16/12/13 123
O Código Dá VintchCinco de Abriu-loooooooooo! Crônicas 26/11/13 80
Vai ao AMA PÁ!... Crônicas 18/11/13 39
As Maias de Tras Os Montes Poesias > Social 01/11/13 105
NAS VOLTAS QUE O RIO TUA DÁ Poesias > Natureza 26/10/13 180
O Serão da Minha Terra Trovas 24/10/13 94
Depois do medo perdido... Poesias > Pensamentos 23/10/13 137
Quadras Estudantis Trovas 19/10/13 85
A EMIGRAÇÃO MODERNA Artigos > Política 19/10/13 42
A Minha Aldeia Transmontana... Trovas 14/10/13 114
Uma Ode ao Deserto do Kai A Lama (em pleno Além Tejo) Poesias > Glosa 24/09/13 70
Vamos Falar com Fernando (em Pessoa) Crônicas 30/08/13 51
UM SONETO AO VALE DO RIO TUA Sonetos 29/08/13 261
Eu sou... Poesias > Pensamentos 28/08/13 154
Deixarei que a Vida me alcance... Poesias > Pensamentos 15/08/13 97
A Defesa De PORTUGAL E o CÉU DE BRIGADEIRO!... Artigos > Política 13/08/13 54
Daqui das margens do Tua ... Poesias > Quadra 01/08/13 200
A LINHA DO VALE DO TUA Artigos > Ecologia 01/08/13 184
Contemplei a madrugada!... Poesias > Pensamentos 24/07/13 155
IDEIAS CONFUSAS... Poesias > Pensamentos 10/06/13 66
Página 9 de 21 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 » [«anterior] [próxima»]