Se recordar é viver, então recordemos! --- Escrevemos hoje as nossas alegrias para aliviar as dores tristes de um passado já distante!
CapaCapa
TextosTextos
ÁudiosÁudios
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
Livro de VisitasLivro de Visitas
LinksLinks
Silvino Potêncio - Emigrante Transmontano em Natal
Escrevemos hoje as nossas alegrias para aliviar as dores de um passado já distante!(SilvinoPotêncio)
Textos


       
De: Silvino Potencio >
O Amor da Minha Mãe!!!

 
A Minha Mãe!!!
Que Deus me levou e já lá tem,

Era linda como ela só...
Que pena tenho dos meus filhos,
- que Não conheceram a Avó!
 
Nos dias que hoje passam!!!
Nunca passa nem um só...
Que eu não me lembre dela.
E por isso digo aos meus filhos,
- que ela era a mais bela!
 
A Minha Mãe!!!
Que de mim ELE levou, já se foi!
Mas me deixou os meus filhos,
A quem eu digo todo dia,
- o quanto a saudade me doi!
 
É Dia das Mães... Deus,... ora viva!
Vamos pois então comemorar...
Á Minha Mãe e à tua, a todas que nos deram a vida,
Por isso digo aos meus filhos,

- o quanto ela viveu para amar!
 
O Amor de Mãe não se pede...
Não se ganha, não se compra, nem se implora.
O amor de mãe somos nós mesmos,
E enquanto rimos, ela tantas vezes chora!
 
Ah, Minha Mãe, Minha Mãe!!!...
Que eu chorei de dor quando a perdi.

Ela subiu,... foi-se embora em tempo incerto...
E desde então eu nunca mais a vi!
 
Mas sinto aqui no meu peito,
Esta dor desta saudade,
Esta Ânsia de a ver... aqui bem perto...
De a lembrar por toda a minha eternidade!
A ti, Minha Mãe, eu amo de peito aberto!!!
 
Autor: Silvino Potêncio
MAIO/2011    (In: POESIAS SOLTAS)

www.silvinopotencio.net





 
Silvino Potêncio
Enviado por Silvino Potêncio em 11/05/2012
Alterado em 03/05/2015
Copyright © 2012. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários