Se recordar é viver, então recordemos! --- Escrevemos hoje as nossas alegrias para aliviar as dores tristes de um passado já distante!
CapaCapa
TextosTextos
ÁudiosÁudios
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
Livro de VisitasLivro de Visitas
LinksLinks
Silvino Potêncio - Emigrante Transmontano em Natal
Escrevemos hoje as nossas alegrias para aliviar as dores de um passado já distante!(SilvinoPotêncio)
Textos



POEMAS DE ANGOLA -
(Extraído do meu Livro " Eu, O Pensamento, a Rima!"...) 

“Cinco Quadras”...      (019)

D’algumas  esperanças sem medo,
Fiz o meu propósito implacável,
Deixei os meus enganos pelo credo,
E a vida tornou-se-me adorável...

                   *

O desespero foi morto pela força,
Os  risos voltaram de novo a mim,...
Venci os castigos, todos, sem troça,
Errei, corrigi?!... mas creio chegar ao fim!

                   *

Fui Médico do meu frágil corpo,
Fui Padre do meu próprio pecado,
Eu quisera ser Profeta de um morto,
E abandonei o meu sonho encetado!

                   *

  Da longa ausência eu mesmo me espanto!,...
  Do tempo perdido eu tenho até pena,
  Pois agora eu vejo que a vida no entanto,
  Que apesar de tudo não é tão pequena.

                    *

Dos dias tristes coitados momentos,
Despeço-me agora fazendo-lhe Adeus...
Já vivo de novo, e até nem lamento!
Ter sido tão fraco, sem fé e sem Deus!

Autor: Silvino Potencio
-Emigrante Transmontano em Natal (BRASIL)


 
Silvino Potêncio
Enviado por Silvino Potêncio em 04/10/2012
Alterado em 12/04/2016
Copyright © 2012. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários