A eternidade de cada texto ou até um livro, é a sequente futura ação do escritor que abriu o cenário com apenas uma letra. Por isso vos digo que a minha vida era um Livro aberto com as folhas soltas ao vento. De súbito, e não mais que de repente, aos 25 anos de idade, veio um tufão chamado Descolonização!... (Silvino Dos Santos Potêncio)
CapaCapa
TextosTextos
ÁudiosÁudios
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
Livro de VisitasLivro de Visitas
LinksLinks
Silvino Potêncio - Emigrante Transmontano em Natal
Escrevemos hoje as nossas alegrias para aliviar as dores de um passado já distante!(SilvinoPotêncio)
Textos


Por ela eu fui ao Céu!...

 
De: Silvino Potêncio >>>  Por ela fui ao céu!
 
 
Se TU  já não estás ao meu lado,
Crê em mim, pois não é culpa SÓ minha!...
Um dia eu ATÉ  já fui apaixonado
Por AQUELA outra Prima Minha.
 
Por ELA eu perdi toda a liberdade,
A pujança e amor na SUA afeição!...
Por mim EU só esperei já ter idade,
Para ter EM TI um amor de perdição.

 
Por ela  EU fui ao céu e aqui voltei,
Para ter ENFIM e desde cedo o seu amor,
Aqui vivi e tanto assim  que  eu cá fiquei
 
Para sempre neste eterno padecer e tanta dor,
Deste meu benquerer-te sem ter mais fim,
Fica aqui neste meu céu, perto de mim!...

(IN: POESIAS SOLTAS - De: Silvino Potencio) 

 


 
Silvino Potêncio
Enviado por Silvino Potêncio em 08/03/2013
Alterado em 15/07/2019
Copyright © 2013. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários