A cultura de um POVO não pode, não deve NUNCA, se submeter a ideologias politicas ou partidárias muito menos financeiras ou económicas pois que; inspiração ou intelecto não se compra nem se se vende! É como o amor, já vem do berço!... (Silvino Potêncio)
CapaCapa
TextosTextos
ÁudiosÁudios
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
Livro de VisitasLivro de Visitas
LinksLinks
Silvino Potêncio - Emigrante Transmontano em Natal
Escrevemos hoje as nossas alegrias para aliviar as dores de um passado já distante!(SilvinoPotêncio)
Textos



Escola da Aldeia de Caravelas

 

Quadras Estudantis

De: Silvino Potêncio >>>  “Quadras Estudantis”!
 
Estudante eu me tornei,
Na Escola da minha terra!
Porém nunca me formei,
Porque antes fui p'ra Guerra.
 
Foi só depois que eu voltei,
De lá da Guerra do Ultramar...
Que um dia eu até pensei,
Talvez fosse bom eu estudar!
 
Enquanto se estuda a mente,
Das voltas que o mundo nem sabe...
O estudante já logo pressente
Onde fica a praia, aquela a do Algarve.
 
Ali onde o sol se acaba e a noite começa,
Onde o livro desmaia e a cabeça endoidece
O estudo se faz e a tristeza se esquece...
O mundo se faz e o sonho fenece!
 
Já desde o levante e na madrugada,
Eu estudo a fundo a velha tabuada
E aprendo a redação de forma errada,
 - E... p’ra castigo estendo a mão à palmatoada!
 
Foi bom enquanto durou!...
O aprender em tempo aberto.
- Cabeça ao vento, que há muito levou,
Coração de estudante para ponto incerto!  
 
 (in : Poesias Soltas)
Autor: Silvino Potêncio

original publicado em:  www.silvinopotencio.net



 
Silvino Potêncio
Enviado por Silvino Potêncio em 19/10/2013
Alterado em 11/02/2016
Copyright © 2013. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários