A cultura de um POVO não pode, não deve NUNCA, se submeter a ideologias politicas ou partidárias muito menos financeiras ou económicas pois que; inspiração ou intelecto não se compra nem se se vende! É como o amor, já vem do berço!... (Silvino Potêncio)
CapaCapa
TextosTextos
ÁudiosÁudios
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
Livro de VisitasLivro de Visitas
LinksLinks
Silvino Potêncio - Emigrante Transmontano em Natal
Escrevemos hoje as nossas alegrias para aliviar as dores de um passado já distante!(SilvinoPotêncio)
Textos


Mãos!...

Mãos!...
 
Mãos... que juntas e entrelaçadas,
Nos levam para tantas caminhadas...
Da vida e pelas calçadas!
 
Mãos...se encontram por vezes sem conta,
São mãos de alguém que remonta,
Ao tempo da juventude que afronta...
Um destino de suaves caricias sem fim...
Mãos!... as tuas mãos são de mim!
 
O doce repouso de outrora,
Hoje e sempre a toda a hora...
Mãos!... quando olho para a Lua,
Eu pouso a minha na tua,
Eu encontro a Minha Alma gêmea... toda Nua!
 
(Silvino Potêncio in: POESIAS SOLTAS )  

 
Silvino Potêncio
Enviado por Silvino Potêncio em 07/02/2014
Alterado em 07/09/2014
Copyright © 2014. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários