Se recordar é viver, então recordemos! --- Escrevemos hoje as nossas alegrias para aliviar as dores tristes de um passado já distante!
CapaCapa
TextosTextos
ÁudiosÁudios
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
Livro de VisitasLivro de Visitas
LinksLinks
Silvino Potêncio - Emigrante Transmontano em Natal
Escrevemos hoje as nossas alegrias para aliviar as dores de um passado já distante!(SilvinoPotêncio)
Textos



      

POEMAS DE ANGOLA - EU JÁ ADIVINHO...


<< ...Eu já adivinho!... >> (005)
 
Estou sentindo amargura,
 Estou sentindo sofrimento,
  A toda a hora e momento:
   Relembro a dor da tortura.
    Para mim é triste lamento
     Que jamais me deu contento!
 
Já adivinho o meu final,
 Já sei porque estou morrendo;
  É algo que já vem correndo,
   Pior que um vendaval,
    De aspecto feio e horrendo,
     Ferindo matando e comendo...
(in: EU, O PENSAMENTO, A RIMA!...) 
De: Silvino Potêncio - Luanda/1971
www.silvinopotencio.net
Silvino Potêncio
Enviado por Silvino Potêncio em 28/04/2014
Alterado em 16/09/2017
Copyright © 2014. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários