Se recordar é viver, então recordemos! --- Escrevemos hoje as nossas alegrias para aliviar as dores tristes de um passado já distante!
CapaCapa
TextosTextos
ÁudiosÁudios
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
Livro de VisitasLivro de Visitas
LinksLinks
Silvino Potêncio - Emigrante Transmontano em Natal
Escrevemos hoje as nossas alegrias para aliviar as dores de um passado já distante!(SilvinoPotêncio)
Textos


"Estórias de Um Caixeiro Viajante"...

"Estórias de Um Caixeiro Viajante" é o título de um Livro Meu que pretendo publicar algum dia, e no qual se poderão ler alguns textos meus em forma de alegoria a muitos dos eventos da Vida Lusófona contemporânea. Principalmente aqueles que vivi de perto ou testemunhei de alguma forma á distância com o suporte de tantos e tantos Amigos com quem me correspondi, e ainda correspondo, através deste mundo cibernético no qual temos que nos entrosar e adaptar quer se queira quer não.
Sem mais delongas trago-vos um trecho para lerem ao serão...

De: Silvino Potêncio
Olá Amigos do meu Portugal Cibernético...

Acabo de receber uma cópia do Canudo do Ex PM (Primo Mané) que me foi enviado por um conterrâneo meu, e não podia deixar de vos mostrar tão importante documento de arquivo - digno de ir para a Torre do Tombo que ele vai dar quando o Partido do POVO lhe der um Pontapé no lugar certo!!!... iiii aaatão lá bai:

Meu Caro Amigo e Conterrâneo Luis Liberal,...
É sempre um prazer receber noticias suas e principalmente aquelas que digam respeito às novidades daí da "santa terrinha".
O "canudo do Ex PM" (Primo Mané?)... francamente!... é desconcertante.  Com a idade que nós temos, já nada nos pode surpreender, todavia o "óbvio ainda nos prega destas surpresas".  Ainda recentemente eu utilizei esta máxima, cujo autor me escapa neste momento (tenho que ir lá conferir no meu texto original, mas são milhares de arquivos) que se resume nisto aqui;
Ora se o Tio Sam acaba de montar essa fantochada de "mandar matar novamente, pela TV, um Agente que já foi morto em Dezembro de 2001, para enganar os ingénuos seguidores da Lei do Capital e da America Livre (de pobres diabos, de muçulmanos, de latinos, de pretos , de crioulos e mulatos, de sararás e asiáticos, e até de Ex Agentes da CIA) porquê o nosso Ex PM (Primo Mané), não haveria de utilizar a tecnologia Magalhanensis, Covilhanensis, em beneficio próprio também?, hein?, hein?!!!...
Olhe bem!  Afinal os "Retornados" já em 1975, eles vendiam diplomas, de qualquer especialidade, nas esquinas da Praça do Rossio ao desbarato!!!
Kuncaragoooo!... aquilo ali eram cursos de engenharia, de geologia, de psicologia, de magia, de claustrofobia,... e outras manias como coisas homologadas mais tarde de acordo com a carteira do diplomado!...mesmo quando a data era ao domingo.
- eu mesmo fui tentado!, a mim me ofereceram um canudo de "ora dor politico profissional ao domicilio"... Naquel tempo era só eu chegar na casa dos Portugueses daquele verão quente de 1975,... e dizer que tinha vindo de Angola!...
Aquilo era dor na certa!... doía tudo, a Alma e o corpo!...
E até a carteira doía o tempo todo... Pois foram mais de dois anos a trabalhar para arranjar um emprego e nada!
- Hoje me arrependo de não ter comprado um diploma!...
Nem que fosse de segunda mão (mesmo que já tivésse sido usado de alguém, ou por alguém cus pés p'ra cóba).
Na verdade, como se sabia, eu era e ainda sou, graças a mim...Um Emigrante Transmontano na própria Terra onde Nasci mas, na hora que eu dizia que vinha de Angola... era uma dor tão grande, que as pessoas mesmo em familia mais afastada, se escafediam e se escondiam a sete chaves!.
-E ainda para confirmar tal arredio profissional oriundo dos Estudos Gerais da Provincia,...então nós éramos de imediato promovidos com uma doença crônica (acho que foi por isso que eu me acostumei a escrever as minhas crônicas neste meu estilo coloquial)  Doença essa que só o Hospital do Ultramar conseguia curar,  a doença do TINHA!...
- Éramos todos uns "tinhosos", simpáticos, trabalhadores, respeitadores, inventores de biscates... Mas, para todos os efeitos nós éramos "tinhosos"... e por isso tinha gente que tinha que nos eliminar a qualquer preço! Essa tarefa foi levada a cabo pelos Politicos Profissionais cuja missão foi fazer a
DESCOLONIZAÇÃO EXEMPLAR .
Até os funcionários públicos ao preencher a Ficha do IARN, perguntavam logo; úkéke voismecê tinha lá?!?...
Em qualquer roda de amigos, só se escutava o povo a dizer; eu tinha isto e tinha aquilo!... eu tinha "tinha" e nunca ninguém acreditava nisso mesmo quando discordava dos outros, e eu então começava logo a arranjar sarna para me coçar...
- enfim... são tempos que já lá vão!
Mas que eu tinha, lá isso eu tinha!... Um canudo para dependurar na parede da vida lá vivida em Angola, eu Tinha, podem crer!
Receba um abraço e até breve...
Silvino Potêncio
Emigrante Transmontano - O Home de Caravelas de Mirandela...
Ex Tinhoso
Ex Retornado
Ex Combatente
Ex Residente
Ex Pulso do Gueto Aulgarveschwitz
Ex Comungado do IARN
Ex Criba Avulso de Poemas de Angola
www.silvinopotencio.net
Silvino Potêncio
Enviado por Silvino Potêncio em 01/11/2014
Alterado em 09/06/2015
Copyright © 2014. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários