A eternidade de cada texto ou até um livro, é a sequente futura ação do escritor que abriu o cenário com apenas uma letra. Por isso vos digo que a minha vida era um Livro aberto com as folhas soltas ao vento. De súbito, e não mais que de repente, aos 25 anos de idade, veio um tufão chamado Descolonização!... (Silvino Dos Santos Potêncio)
CapaCapa
TextosTextos
ÁudiosÁudios
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
Livro de VisitasLivro de Visitas
LinksLinks
Silvino Potêncio - Emigrante Transmontano em Natal
Escrevemos hoje as nossas alegrias para aliviar as dores de um passado já distante!(SilvinoPotêncio)
Textos


          
Ainda sobre o Meu Livro "Catramonzeladas Literárias" cujo teor, na sua essência literária, versa muito sobre as lembranças e recordações que eu tenho dos quase 11 ANOS vividos lá em Angola.
​Isto em complemento dos muitos anos que eu vivo já na Emigração (desde 1965) penso que este "tutorial" vos pode trazer algumas justificativas e razões pelas quais eu escolhi este nome "catramonzeladas" que na sua essência mostram as muitas "calinadas" escritas por aqueles que não tiveram a chance ou o verdadeiro interesse em se aprofundar no estudo da lingua de todos nós.
Este título da minha autoria "catramonzeladas literárias" é uma colectânea de crônicas sobre factos e eventos, episódios diversos, contos e causos,  muitos testemunhados e relatados aqui,  dentro de um estilo literário humorístico e sobretudo irônico, cujo contexto será melhor entendível para quem lá viveu nos muitos locais por onde eu já andei!...
​E o relato se dá tanto nos bons como nos maus momentos!
A extensão dos mesmos,  me leva de vez em quando a resumir alguns trechos aqui neste meu espaço virtual e, porém se Deus quiser,  espero poder anunciar algum dia o respectivo lançamento disto tudo em Edição tradicionalmente impressa no mundo livreiro,...eu espero!... Por enquanto vamos lendo de forma virtual apenas.  
A capa virtual aqui mostrada é alusiva aos países que, após as respectivas independências,  eles adoptaram a Lingua Portuguesa oficialmente no seu todo embora por vezes divergente dos seus multiplos  étimos e formas originais.
Eu pessoalmente escrevo de acordo com o meu estado de espírito e do contexto de cada tema ou inspiração.
Tal como diria o Meu Saudoso Amigo Poeta Coronel "Joaquim Evônio"; tudo pela Lusofonia, nada contra a humanidade!   
​Assim, neste meu primeiro esboço de apresentação das minhas crônicas sob este título eu gostaria de vos deixar uma música de fundo que,  a meu ver, é um dos tutoriais mais importantes da tradição do Fado Castiço de Lisboa, escrito e interpretado pelo Saudoso Alfredo Marceneiro, porém aqui adaptado à musicalidade Angolana contemporânea.   
Espero que gostem ... Recebam um Forte Abraço Transmontano e até Breve!
Silvino Potêncio
Emigrante Transmontano em Natal (Brasil)
Silvino Potêncio
Enviado por Silvino Potêncio em 17/12/2014
Alterado em 18/06/2016
Copyright © 2014. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários