O tempo é ouro!... e por isso eu agradeço a todos, Amigos e Leitores, por dividirem o vosso aqui comigo. E acrescento um pensamento do meu Livro - O ouro é como o amor; mata quem o guarda e vivifica quem o dá. (Gibran Khalil Gibran)
CapaCapa
TextosTextos
ÁudiosÁudios
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
Livro de VisitasLivro de Visitas
LinksLinks
Silvino Potêncio - Emigrante Transmontano em Natal
Escrevemos hoje as nossas alegrias para aliviar as dores de um passado já distante!(SilvinoPotêncio)
Textos





De: S.Potêncio :
​"UMA VISITA DO ESCAMBAU!"...
 
Enfim... nós poetas emigrados, 
Das bolsas e dos tostões sempre afastados,
Nós cá vamos... barco à vela, endividados!
 Devemos a Deus e ao Mundo,
O do amor e da poesia,
Tudo aquilo que no fundo,
 Emprestamos à Lusofonia! 
Diz o POVO e tem razão,
Quem dá aos pobres empresta a Deus ;
E por isso eu aqui venho falar a toda a Nação. 
Declaro assim em voz do Céu!
O dinheiro nem é teu e nem é meu!
No escambo todo se escafedeu! 
Já chega de enganação!
O POVO se levantou para o bem desta Nação.
E agora não tem volta não!   
Nota do Autor. -  Estes versos são uma tréplica a umas crônicas minhas  com o Sub Título “UMA VISITA DO ESCAMBAU” as quais foram escritas logo no início da Meretrízima Oligarquia da era "Xuxialista" com o lançamento do "Magalhães"!   
(texto parcial extraído do meu Livro “Crônicas da Emigração” elaboradas alguns anos atrás durante  e após o primeiro reinado Xuxialista de Dom Marius Só Ares Bush Echas 0² =  Leia-se: foi ZERO ó cu adrado ).
Abraço Transmontano e até breve...
Autor: Silvêncio Retornado - Ex Residente,
Ex Combatente,
Ex Retornado,
Ex Comungado do IARN
Ex Pulso do Gueto Aulgarveschwitz, 
Eis Criba Avulso de Catramonzeladas Literárias Lusófilas...
Silvino Potêncio
Enviado por Silvino Potêncio em 01/09/2016
Alterado em 06/06/2019
Copyright © 2016. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários