A cultura de um POVO não pode, não deve NUNCA!...se submeter a ideologias políticas ou partidárias! e muito menos financeiras ou económicas, pois que inspiração ou intelecto não se compra nem se vende! - É como o amor, já vem do berço! (Silvino Potêncio)
CapaCapa
TextosTextos
ÁudiosÁudios
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Silvino Potêncio - Emigrante Transmontano em Natal
Escrevemos hoje as nossas alegrias para aliviar as dores de um passado já distante!(SilvinoPotêncio)
Textos





Lembranças do Poeta Zé Saldanha! ...  
 
Mas que bela imaginação,
Tem este Mestre Barroso...
Merece até uma canção,
Ao Poeta Cordelista Saudoso.
Eu também já fui lá visitar,
O Canto do Poeta Sertanejo...
Conheci a Familia da Terra,
Onde tem um Sertão Bonito,
-  Tão lindo que no Alto da Serra,
O poeta Zé Saldanha,
Deixou la na pedra escrito!...
Deus me levou lá p'ro Alto
Aonde eu espero por todos vós,
Poetas do meu Sertão
Aqueles que já lá estão,
Do tempo dos nossos Avós.
Deus vos guarde aqui ainda,
Por muitos e muitos anos,
A Poesia de Cordel é tão Linda
E precisa de todos os Decanos.
E do pouco que eu sei,
Eu aprendi a contar…
De tudo quanto eu amei,
Só escolhi versejar,
Na forma que o Zé Saldanha  
Aqui me fez recordar!
(in: “ POESIAS SOLTAS “ De: Silvino Potêncio)

Emigrante Transmontano em Natal/Brasil  
Silvino Potêncio
Enviado por Silvino Potêncio em 17/10/2016
Alterado em 05/05/2018

Música: A VIDA DO VIAJANTE - Luiz Gonzaga - 50 anos de chão - disco 5 - Desconhecido

Copyright © 2016. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários