A honestidade do homem público se reflete mais nos actos e muito menos nos factos que, tantas vezes são adulterados pela mão dos que dela se aproveitam.(Silvino Potêncio)
CapaCapa
TextosTextos
ÁudiosÁudios
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Silvino Potêncio - Emigrante Transmontano em Natal
Escrevemos hoje as nossas alegrias para aliviar as dores de um passado já distante!(SilvinoPotêncio)
Textos








Os Cravos de Abriu-loooooo!... (em Caravelas de Mirandela – Portugal)
 
Andava eu a cavalo da Burra Russa,
Que me levava do Mourel (*) até às "Bouças"
Assim eu escapava de apanhar algumas "coças"!
No tempo que o meu Pai usava calças de Burel,
 
Pancadas de amor Paterno,...
Foram carinhos de muita virtude,
Com elas recebi a sempiterna sabedoria!.
Oh!!!!... quanta saudade nessa atitude,
Ao lembrar essa época de alegoria!  
 
Levados de mão em mão!...
Da "G3" p'ra "FN" sempre enfeitadas,
Temores, quais resquícios sempre vivos!...
Da lembrança dessa flor tão desarmada,
Que nos deu a liberdade como "escribas"! 
 
Tudo nasce, tudo morre na natureza!,...
Até os sonhos do incrédulo libertado,
A quem, sem ver, ela abre os olhos!,
E, de espanto, vê o chão amortalhado!,...
Das pisadas dos seus filhos nos escolhos!...
 
A ralé corre em turbas barulhentas!
Pois a luta continua em campo oculto,
E não é a dos homens!... mas das Almas.
Que em surdina, se apoderam do seu culto,
E das Metrópoles em águas calmas!.
 
Não navego porque o barco já me cansa!
E não sonho, pois o espírito já há muito me perdeu.
- Varo a noite em busca da quimera e da lembrança.
Eu me calo e no silêncio então eu grito!
Mas tudo não passou de um "prometeu"!
 
Ela prometeu, prometeu, prometeu... 
Uma infinita liberdade que sempre eu quis. 
E sem saber o que ela me deu,
Eu  Já era livre, quando então ele morreu!, o meu País!
 
( IN: POESIAS SOLTAS - Abril, 2007)
 
Silvino Dos Santos Potêncio - O "home" de Caravelas-Mirandela de Trás-Os-Montes!
Retornado de Angola por acção do governo Português,
- Emigrante por força do carimbo do IARN n° 061147/RA de 12 de Dezembro de 1975.
Emigrante Transmontano em Natal/Brasil.
http://zebico.blog.com/
 
(*) Mourel é o bairro mais antigo lá da santa terrinha!

 
Silvino Potêncio
Enviado por Silvino Potêncio em 17/05/2018
Alterado em 17/05/2018
Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários