A índole de cada um de nós (BOA OU MÁ) já vem no sangue. O ambiente onde se vive, é a moldura que os homens lhe fazem ao longo do tempo!(Silvino Dos Santos Potêncio)
CapaCapa
TextosTextos
ÁudiosÁudios
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Silvino Potêncio - Emigrante Transmontano em Natal
Escrevemos hoje as nossas alegrias para aliviar as dores de um passado já distante!(SilvinoPotêncio)
Textos




Por força das minhas circunstâncias e condição pessoal, durante 4 anos na situação de RETORNADO A PORTUGAL, eu percorri o País de Norte a Sul em busca de Emprego; mas por algum motivo Divino, eu encontrei sempre muitas "pedras no caminho" que... embora sejam preciosas obras da natureza, nem todos lhes sabem dar a verdadeira interpretação que só Pensadores e Poetas do Gabarito de Miguel Torga (Dr Adolfo Correia da Rocha) lhes souberam atribuir a este Reyno Encantado de Trás Os Montes e Alto Douro! 
Dizia ele: 
Vê-se primeiro um mar de pedras. Vagas e vagas sideradas, hirtas e hostis, contidas na sua força desmedida pela mão inexorável dum Deus criador e dominador.
Tudo parado e mudo. Apenas se move e se faz ouvir o coração no peito, inquieto, a anunciar o começo duma grande hora.
De repente, rasga a crosta do silêncio uma voz de franqueza desembainhada:- Para cá do Marão, mandam os que cá estão  (MIGUEL TORGA)

Aqui eu acrescento o meu modesto Ponto de Observação:  
 
Oh Rio Douro que rasgas Montanhas,
Para levares estas tuas águas tão Calmas...
Desenhas nas tuas fragosas entranhas
Tantas Belezas!,... só para alegrar as nossas Almas!

Nas voltas que o Douro Dá!...
 Eu me debruço a pensar...
Foi Deus que as moldou por lá!
Para nós as podermos olhar!
 
Oh Rio Douro das claras águas!...
Que daqui as levas para o mar,
Leva contigo as minhas mágoas,
Porque eu as não posso levar!
 
Eu olho Rio abaixo, Rio acima,
E tu sempre segues o teu caminhar...
Eu te faço os meus versos com rima
Das saudades do teu navegar!
(In: "POESIAS SOLTAS" )
De: Silvino Potêncio – Quadras do Rio Douro!

 
Silvino Potêncio
Enviado por Silvino Potêncio em 04/03/2019
Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários