O tempo é ouro!... e por isso eu agradeço a todos, Amigos e Leitores, por dividirem o vosso aqui comigo. E acrescento um pensamento do meu Livro - O ouro é como o amor; mata quem o guarda e vivifica quem o dá. (Gibran Khalil Gibran)
CapaCapa
TextosTextos
ÁudiosÁudios
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
Livro de VisitasLivro de Visitas
LinksLinks
Silvino Potêncio - Emigrante Transmontano em Natal
Escrevemos hoje as nossas alegrias para aliviar as dores de um passado já distante!(SilvinoPotêncio)
Textos




Tal como aqui já foi dito muitas vezes, eu não sou militar, todavia tenho orgulho e a honra de ter servido a Pátria por obrigação de Cidadão Português na data oportuna - 42 longos meses de Ex Combatente em Angola. 
Por isso quando me surge a oportunidade de divulgar as realidades dos nossos Governantes, Militares ou não (todos depois do 25 de Abril de 1974) eu faço a minha parte. Esta Carta me foi enviada pelo Amigo e conterrâneo Dr Jorge Lage com a devida vênia ao signatário Tenente Coronel Comando Pedro Tinoco de Faria.  


Carta aos Generais, mais uma…
 
Berardo sem o saber fez um serviço à NAÇÃO e deveria receber mais uma ordem honorifica e ser nomeado mais uma vez comendador, comandador da miséria de um povo, nesta comissão parlamentar o regime cai, o véu escorrega e cai a Republica, um golpe de Estado Impõe-se e toda esta classe política deve ser afastada do pais. 
Na comissão parlamentar o joker goza com o sistema que o favoreceu criado pelos próprios deputados que o interrogam, Berardo é a metáfora da falha de um regime, do ruir do sistema judicial, do ruir do sistema parlamentar e de todos os partidos políticos que jogam no escuro com o poder económico e por eles financiados, jogam  com os bancos para alterar leis para legalizar o roubo e para esconder provas, a qual se junta a cobardia de um Presidente que já se demitiu da sua função e é mais um joker do sistema. 
A Republica destruiu a justiça para que os seus algozes e promíscuos políticos possam ficar sempre impunes no crime de roubo e nas negociatas com bancos e empresários,  e destruiu a moral das Forças Armadas, das Forças Policias, dos Guardas prisionais comprando  vontades de vis Generais e Comandantes para que o seu sistema perdure, o sistema da imoralidade e do roubo. 
Senhores Generais do Exercito da Força Aérea e da Marinha de Guerra, Senhores comandantes da PSP, da GNR, na minha qualidade de militar, de Tenente Coronel de Infantaria interrogo-me com o vosso silêncio e e com a vossa anuência a um estado falhado, a um estado exíguo, endividado e preso por cordéis liderado por gente promiscua e imoral, que não defende a sua nação, mas sim interesses pessoais e económicos numa pouca vergonha que na minha opinião exige ao dia de hoje uma tomada de posição forte e visível, de um aviso sério aos dirigentes políticos para que emendem a mão. 
Não sou a favor de violência e golpes de Estado, o poder imposto deixa de ter poder, mas perante BERARDO o Joker Nacional e tudo aquilo que nas entrelinhas revelou impoe-se patriotismo e honra, porque o poder invisível da teia de corrupção , esse sim é imenso debaixo da capa da DEMOCRACIA.
 A partir deste dia o vosso silêncio a vossa submissão a um Estado que não é estado, a uma justiça que deixou de existir, é sinal de desonra e de subserviência a um Regime e não foi o que juraram defender em  Juramento, a Pátria e a Nação, o vosso silencio e passividade vai ter consequências sérias no nosso futuro que se antevê difícil, de miséria e violência. 
Não sou populista e estou me a cagar para o poder, não o quero nem nunca o quererei, sinto me envergonhado com a Instituição onde servi, acéfala, desprovida de orgulho e de honra, com Generais e coronéis como Bombeiros da protecção civil , comprados e peso de ouro e não como soldados que defendem a Nação, sem soldados, sem quartéis, sem honra. 
Onde nos deixaram ir senhores Generais ao longo destes anos pós 25 de Novembro, em que deixaram a instituição militar cair até ao fundo e ficar entregue a boys civis e a  Generais vendidos ao regime apoiando  por aqueles que renegam o 25 de novembro, e nem o comemoram? 
Tenham vergonha deixaram-se comer por uns boys socialistas e Sociais Democratas, por comunistas e outros malandros...como no tempo do senhor major, hoje,  do senhor General Chaves a personificação da promiscuidade entre militares e políticos com o seu amigalhaço Fernando Nogueira. 
Batemos no fundo da moralidade, hoje o que conta são as modernices e os LGBTI, as casas de xuto a prisões que  são arraiais e festarolas, passadeiras as cores do arco iris, falta de educação, falta de saúde, ausencia de Justiça e a total impunidade perante o crime. 
Sem justiça , não ah liberdade e os senhores Generais não são cegos mas parece que andam capados. Quando metem este pais na ordem e mandam os políticos serem servidores do Estado e não Ladrões do povo? Para quando a Honra que juraram ter? 
Ao Joe Joker dou os parabéns, um pobre diabo que não sabe falar que enriqueceu e por financiar políticos foi condecorado pelo Presidente por dar umas massas aos partidos e bem os enganou a todos....a todos nós.  
Sei que se estivesse no activo, qualquer coisa faria mesmo com o risco da minha profissão, ja o disse agarraria na tropa e marcharia até a Assembleia para os obrigar a trabalhar, não estando algo tem de ser feito para acabar com esta classe política que já não nos serve, liderada por maçons e Bilderbeg, o seu tempo esta a acabar ou o nosso futuro será de muita violência. 
Uma boa tarde senhores Generais, 
Pedro Tinoco de Faria. - Tenente Coronel Comando.

 
Silvino Potêncio
Enviado por Silvino Potêncio em 19/05/2019
Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários