Cada poeta é um Mundo//Cada Leitor é mais um visitante. A nossa passagem pela vida é apenas uma fase Mutante. (Silvino Dos Santos Potêncio - Emigrante Transmontano em Natal/Brasil desde 1979)
Silvino Potêncio - Emigrante Transmontano em Natal
Escrevemos hoje as nossas alegrias para aliviar as dores de um passado já distante!(SilvinoPotêncio)
Textos


(002) – A Conde Cor Acção!... (condecoração)

... condecorado com a medalha de honra ao mérito o Furriel Miliciano, fulano de tal (*) por serviços prestados, durante a sua permanência ... bla, bla, bla, etc e tal e coisa! ...

* ... Em 10 de Junho de 1969, era este o discurso daquele dia, lá no campo de futebol que ficava encravado no centro geofisico da EAMA, entre casernas, administração, almoxarifado, refeitórios, enfermaria e uma cerca de arame farpado que nunca cercava nada.
Para quem quisésse dar uma escapada na calada da noite, levar a roupa à lavadeira p'ra todo serviço, (principalmente se tivésse algum amigo já formado lá dentro!... Ou um conhecimentozinho com o sentinela ou com o Cabo Miliciano "Pecinha" )  era só atravessar o curral das vacas, onde eu me obriguei a mergulhar de cabeça, em dia de chuva torrencial durante a noite.
Ah!... o curral das vacas!!!... de triste memória.
Era um dia de G.A.M, e eu pela minha altura fui o primeiro do pelotão a fazer isso porque o "Matraquilho" meu Velho Amigo Machado era mais baixo  do que eu e que, por isso, finalmente já havia sido dispensado do serviço militar, (em definitivo graças aos seus 145 centimetros de altura, contra os meus 160 ) não fosse isso e  teria sido ele o camarada na minha frente a fazê-lo!... Simplesmente mergulhar na merda,  mas não!,... coube-me a mim inauguarar a piscina de bosta de vaca onde os cagalhões flutuavam abundantemente naquela manhã ainda chuvosa.
Mas, o Aspirante a Alferes não dispensou ninguém... além dele, claro! e... eu era especialista a espalhar, melhor dizendo "esparramar" meeerrrcadoria p'ra todo lado!
Eu tinha treinado meses a fio na praia da Barracuda lá na contra-costa na Restinga em Luanda.
- Eu esperava a onda espalhar na areia, e então mergulhava feito um surfista a entrar na água com o peito a servir de quilha. Só que, ali não tinha onda, não tinha areia, nada!!!
Só um lago de 500 m2 com água da chuva de uma noite inteira junto com a bosta das vacas e dos porcos.
Uma meeeerrrrrcadoria que enchia o curral até às taipas do cercado.
Perguntei porquê era necessário!???...
- Resposta do oficial foi imediata; se tivéres um "turra" com a arma engatilhada nas tuas costas, apanhas um tiro?... ou mergulhas na meeeerrcadoria ?
Os outros, vieram todos depois de mim!
E o cheiro foi bem pior para eles.
- Depois do mergulho no curral da meeeeerrrcadoria liquida que nos ficou no corpo depois de todo o pelotão se espojar ali, e durante 15 dias, quando iamos para as palestras da sala do cinema,  ninguém se sentava em duas ou três fileiras de cadeiras à nossa frente (do meu pelotão) e muito menos atrás!...
Era um cheiro de bosta de vaca tão grande que ninguém agüentava.
O cheiro da meeeeerrrcadoria ficou impregnado na roupa, no armamento e, duvidam!?... até nos ouvidos, por mais de duas semanas!.
Todos ficávamos nos lavabos o máximo permitido e, ... até tinham água quente lá, hein!...
Naquele tempo a EAMA, como diria o infra super conhecido presidente deste Espaço virtual, era uma mordomia se comparada com o preparo da "carne para canhão" dado no RI 20!...
Lavou-se!... lavou-se a gente e a roupa mas não teve solução a curto prazo.
- Demorou para evaporar do corpo e do espírito!
Dizia o Sargento ; G.A.M. (***) aqui foi feito p'ra homens!... e porcos também!... acrescentávamos nós em surdina.
Depois de meia hora de chuveiro, o corneteiro não perdoava!
Todo mundo p'ra fora !...
Dez segundos p'ra formar!!!
- Seeentido!
- Lembrei-me desta "catramonzelada" no momento em que li este email que vos transcrevo aqui embaixo.
- E o facto é que sobre condecorar ou não, dar comendas ou tornar comendador alguém que já é "comedor" das benesses do estado, isso eu conheci há muito tempo e muitos o foram mas que nem sequer
 mergulhar na lagoa mereciam.
- Todos merecemos o que temos e o que somos, aquilo pelo qual lutamos a vida toda...
Tão sómente somos Portugueses! Ponto.
Numéro aqui mais esta minha "catramonzelada literária"  (**) porque este foi o primeiro 10 de Junho que eu mais gostei!...
Antes dessa data só lembrava porque era feriado nacional.
- Épàaaaa...naquela época era Dia de Portugal!...
..E assim o foi mais tarde Dia de Portugal e de Camões, claro!.
E também o foi ainda mais tarde um pouco, o Dia de Portugal e das Comunidades Emigrantes, Claro!...
Espero eu que este o será ainda assim muito mais tarde, se Deus quiser!...
Mas, só talvez depois de nós já termos subido a "colina dos pés juntos", ou poderá vir a ser "Dia de Portugal e da Diáspora, (cuidado para não escrever "diásporra"). Porque assim esperamos que os dias de porra e de porre já tenham acabado para sempre!.
- Era Dia de Portugal e da Emigração, e dos "Retornados"!...Refugiados!?...
Eu sei lá?
Hoje em dia nós vemos cada comendador a gritar que foi, é e sempre o será a favor dos "Retornados"!.
( principalmente aqueles com muitas divisas no bolso para trazer para o Lar Lusitano).
- Eu pessoalmente fiz tudo para não ser Retornado!
Porém não passa um único dia de minha vida que eu não sinta vontade de sê-lo de novo!...
- Fiquei em Luanda até ao último dia em que me convenci que aquela província não era mais parte da “santa terrinha”, e poderia talvez vir a ser colônia de outra coisa qualquer!
Isso porque... acreditem! Estava eu a embarcar em Lisboa para Luanda, depois de passar à disponibilidade, e ouvi duas "gringas" sentadas no banco do aeroporto, (com o mesmo voo marcado com destino `a Angolaaaa Colony!.. ) a conversar no seu "off de guiness" estávamos no ano de 1972 e elas se perguntavam; esta colônia pertence a Espanha ou a Portugal?
- Creio que vocês ainda se lembram que nesse tempo era um sacrilégio falar em colônias!... Oficialmente Portugal não tinha colônias... só Provincias...
Afinal, desde os tempos do "Veloso", aquele dos "Magriços"! Sim, aquele que falou aquela "catramonzelada" lá pelos idos de 1500... e vou-te contar no livro do português mais conhecido no mundo e no corno D'África!!!...
Lá, para os ereges (???) ele dizia que eram terras de Portugal, D'Além Mar em África! Lá, onde o sol nunca se punha!...
Então, falar em colônias era proibido! Mas elas as "gringas" não sabiam, e então me deu vontade de dar a minha "catramonzelada" nelas! Mas... das "gringas" falaremos lá mais adiante.
<< Por agora vos digo que PORTUGAL É ETERNO! ... Até breve, e nunca se diga adeus para sempre!>>...

Notas ao texto acima:
(*) entenda-se voluntário por dedicação e amor a Portugal e raiva ao sistema por cessão de direitos temporais e individuais de escolha pessoal patriótica!
(**) o significado já foi publicado antes... o portal não se repete!!!...ELE SE PERPETUA!!!
(***) não confundir G.A.M - Ginástica de Aplicação Militar com “carrée de porco”!... Grelhado, Assado, Malpassado!... Era isso que o sujeito sentia depois de duas horas de treino diário.

(IN: "CRÔNICAS DA EMIGRAÇÃO - CATRAMONZELADAS LITERÁRIAS")


Nota adicional: Crônica dedicada a todos os meus Camaradas do CSM/69 - 12 de Janeiro de 1969 - EAMA
Silvino Potêncio
Enviado por Silvino Potêncio em 04/10/2010
Alterado em 24/10/2018
Copyright © 2010. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Comentários