Cada poeta é um Mundo//Cada Leitor é mais um visitante. A nossa passagem pela vida é apenas uma fase Mutante. (Silvino Dos Santos Potêncio - Emigrante Transmontano em Natal/Brasil desde 1979)
Silvino Potêncio - Emigrante Transmontano em Natal
Escrevemos hoje as nossas alegrias para aliviar as dores de um passado já distante!(SilvinoPotêncio)
Textos



O Soneto da Desgraçadinha


De: Silvino Potêncio
(EXTRAÍDO DO MEU LIVRO "POESIAS SOLTAS" DEIXO-VOS AQUI UM SONETO EM FORMA DE RÁBULA À SITUAÇÃO "XUXIAL" ACTUAL)

Soneto da Desgraçadinha!...

Andava a desgraçadinha no gamanso!...
Para ganhar uma'esmolinha tão sofrida!
Assim criava os dois filhos no remanso,
Desta tão ditosa Pátria enaltecida.

Por poetas, trovadores e os seus cantores.
Todos juntos em um berro quase etéreo...
Retumbante de heroismo e de amores!...
Deste nobre povo já vivente, lá no aéreo.

Mundo da Lua onde se encantam
Uns aos outros em cantorias,
Em traviatas e sonatas se espantam...

P'ra louvar a sua benção e as mordomias
Que o poder lhes reserva em alegorias
Desta terra que das tumbas se levantam.

Autor: Silvino Potêncio - Emigrante Transmotano - Dez/2007
Silvino Potêncio
Enviado por Silvino Potêncio em 10/10/2010
Alterado em 10/09/2014
Copyright © 2010. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Comentários